Ciências Ambientais

Autores

Nara Lucia Perondi Fortes (org.)
Universidade de Taubaté
https://orcid.org/0000-0001-8106-744X
Paulo Fortes Neto (org.)
Universidade de Taubaté
https://orcid.org/0000-0001-5837-8450

Sinopse

Debater a questão ambiental no atual cenário requer um aguçado empreendimento de crítica e de elaboração teórica. O ambiente não está dissociado da política e da cultura. Ele se humaniza na real medida da participação dos sujeitos. A vocação da Universidade, entendida como espaço de elaboração e de divulgação das ciências de referência, consubstancia-se na produção do conhecimento, auxiliando a sociedade na leitura atenta da realidade objetivamente dada. Reside aí, a nosso ver, o papel cultural e científico dos Programas de Pós-Graduação. Desde a sua criação, pela ação em rede liderada por Anísio Teixeira, em fins da década de 1950, a formação de quadros institucionalizados de cientistas e pesquisadores ganhou notoriedade internacional e fomentou a emergência e, em alguns casos, a consolidação de cursos de mestrado e de doutorado no país. Mesmo com a interrupção democrática causada pelo regime de exceção instaurado no país pela ditadura civil-militar, a ciência nacional, a duras penas, desenhou seus contornos e conferiu, de forma orgânica, sistematicidade às áreas do conhecimento, por meio de políticas incontestes patrocinadas pelos órgãos de fomento à pesquisa. A Constituição, promulgada em 1988, referência para todos nós, abriu um novo ciclo para a incipiente democracia brasileira. E a ciência acompanhou seu ritmo. Houve, de lá para cá, um significativo aumento dos cursos de Pós-Graduação, em todos as áreas, o que possibilitou a formação de novos quadros de pesquisadores.

O Programa de Ciências Ambientais da Universidade de Taubaté, há mais de vinte anos na ativa, pode ser considerado um dos frutos colhidos dessa história, cuja gênese localiza-se na derrocada do regime de exceção. Promovendo, desde lá, a formação de inúmeros pesquisadores e CIÊNCIAS AMBIENTAIS - VOL. IV 7 profissionais para atuarem no campo ambiental, escolar e empresarial, o Programa não mediu esforços a favor de sua consolidação regional, abrindo-se para o intercâmbio nacional.

Um dos resultados empíricos desse já maduro empreendimento pode ser visto e lido na série de volumes do livro Ciências Ambientais, que o Programa apresenta para o público leitor. No que tange ao quarto volume da série, nota-se a dinâmica e a heterogeneidade das pesquisas, desde uma perspectiva interdisciplinar. Os produtos reunidos destacam vertentes variadas do campo das Ciências Ambientais, bem ao gosto dos que se dedicam a qualificar a elaboração acadêmica. Tratam de debater o ambiente construído, seus sujeitos e seus significados. As pesquisas, certamente, auxiliarão outras tantas, abrindo novas portas, revendo outras, fomentando a sustentabilidade crítica. Em tempos difíceis, a iniciativa aponta uma luz mais adiante. Nossa tarefa é segui-la, com lentes atentas, convictos que o caminho do conhecimento e da cultura merece nosso engajamento.

Capa para Ciências Ambientais
Publicado
December 9, 2020

Detalhes sobre essa publicação

Co-publisher's ISBN-13 (24)
978-65-86914-01-6
Date of first publication (11)
2020